Pages

segunda-feira, 9 de março de 2015

Coluna: Entrevista (com Leticia Magalhães)

Ola galera que acompanha o Blog dos Contos ! A entrevista de hoje é com Letícia Magalhães, escritora independente. Ela falará m pouco de sua vida para nós e sobre seus livros. Vamos conferir ne.


BDC: Poderia se apresentar para nossos leitores, por favor Letícia.
Letícia Magalhães: Vamos lá. Sou mineira, 21 anos, estudante de pós-graduação, escritora e leitora voraz. Publiquei dois livros de maneira independente, um sobre cinema e o outro reunindo as melhores produções de minha juventude.

BDC: Pode falar-nos um pouco sobre cada um.
Letícia Magalhães: Juntei muito do que escrevi nesta primeira fase e, depois de pensar bastante sobre como transformar isso em livro, publiquei "Escritos de Garota - Contos, Crônicas e Poemas dos 7 aos 17". Depois selecionei alguns textos do meu blog sobre cinema, artigos publicados em outros sites de entretenimento e críticas inéditas, e assim surgiu " Crítica Retrô - Apontamentos de uma jovem cinéfila"

Coluna:Entrevista (com Rafaela Alves)

Hoje entrevistarei Rafaela Alves, ela acabou de lançar  o livro No Doce Embalo da Magia e  o Blog dos Contos acompanhou-a pós lançamento. Confiram:


BDC: Agradecendo desde já a oportunidade de entrevista e tempo disponível. Fale um pouco de você e como começou o seu interesse pela literatura ?
Rafaela: Tenho 18 anos, Sou estudante de Analises Clinicas. Começou quando eu tinha 16 anos. Eu tinha o costume de escrever textos, e então um dia minha amiga chegou pra mim e disse “Porque você não escreve um livro?”. Eu pensei bastantes sobre o assunto, e aos poucos esse “novo universo” foi tomando conta de mim, até que acabei meu primeiro livro Antes que a lua apareça. Hoje já tenho 3 livros prontos.

BDC: Quais gêneros são mais atrativos para você ?
Rafaela: Meus gêneros prediletos são romance, ficção e fantasia.

Coluna: Entrevista (com André Alge)

Hoje entrevistarei André Alge. Ele é autor nacional de romances eveio contar-nos um pouco de sua esperiencia. 

BDC: Agradecendo desde já a oportunidade de entrevista e tempo disponível. Pouco de você e como começou o seu interesse pela literatura ?
André: Em primeiro lugar, quero agradecer pela oportunidade de ser entrevistado pelo seu blog. Meu interesse pela literatura existiu desde muito tempo, mas só comecei a escrever em 2010, isso depois que escrevi um conto para participar de um concurso literário. De lá para cá continuo escrevendo regularmente.


BDC: Quais gêneros são mais atrativos para você ?
André: São vários os gêneros, mas principalmente romance e contos, não tenho preferência especial, pois sigo pela inspiração que tiver e pela ideia original do texto; se tenho a ideia de fazer um romance mais sério eu o faço, se tenho a ideia de fazer algo mais voltado à fantasia, também o escrevo.


BDC: Fale sobre suas obras.
André: Em 2012 publiquei Quase Acaso, é um romance com uma história de um amor quase impossível que se tornou possível devido às circunstâncias do destino e é também a história de uma pessoa de origem humilde que busca vencer na vida. É um romance com assuntos muito abrangentes. Ainda em 2012 publiquei Suicídios em Bom Jesus, (considero o meu melhor livro) é um romance policial bem intrincado e que tem como pano de fundo uma crítica de um comportamento social perigoso. Em 2014 publiquei o Lua, Lobos e Cerrado, esta é uma história de fantasia, onde se tem muita aventura, terror suspense e romance, o traço de originalidade da obra é que cria outra concepção para a lenda dos lobisomens. Ainda em 2014 fui premiado no V Concurso Literário Cidade de Manaus com o original de contos denominado Contos Profissionais.


BDC: Como K. J Rowling é conhecida por ser uma autora que conseguiu prender seu publico com uma historia tão fantástica com a ideia da fantasia da vida de um jovem bruxo movido pela sua coragem e de ir até o fim, o que você diria ser “sua marca” ?
André: Acho que ainda não tenho uma marca específica, eu apenas procuro fazer uma boa história que possa conquistar o leitor.


BDC: O que chama a sua atenção contos antigos e (ou) atuais ?
André: Há contos antigos ótimos e contos atuais também, assim o que me chama a atenção não é o fato de ser antigo ou não, mas sim de ter sido bem escrito, ter uma história bacana, original e que não tenha uma leitura cansativa.


BDC: Como começou a ideia de escrever ?
André: Foi em 2010, quando nos corredores da faculdade vi um cartaz sobre um concurso literário, aí foi que comecei, apenas para ver se eu era capaz, a partir daí tomei gosto pela escrita.


BDC: Na sua opinião, a literatura se valorizou nos últimos anos ?
André: Acredito que existe uma nova geração de pessoas se interessando pela literatura, e isso é bom, mas o fato é que no Brasil, de um modo geral, as pessoas não se interessam muito. Além disso, para o escritor iniciante é muito difícil sobreviver no mercado, pois as grandes editoras dão preferência a quem já está consagrado, assim obras com bom potencial ficam esquecidas.


BDC: Deixe uma frase.
André: Por mais difícil que seja a realização de um sonho, por mais obstáculos que se tenha, devemos nos empenhar sempre e dar o melhor de si para que o sonho possa finalmente se transformar em realidade.


 Agradecendo a você, André, pela sua disponibilidade e espero que todos tenham gostado de mais uma materia.

quarta-feira, 4 de março de 2015

Resenha: Coração Artificial


Livro: Coração Artificial.
Autor: Viviane L. Ribeiro.
Ano da publicação: 2014.
Páginas: 265.
Editora: Multifoco.

Sinopse: Gabriel é filho de um importante magnata da indústria de órgãos artificiais, e Alicia é apenas uma estudante inteligente o bastante para ter uma bolsa de estudo na mesma faculdade privada que Gabriel frequenta. O fato é que eles nunca teriam se conhecido se Gabriel não tivesse parado para ajudar Alicia com seus livros e muito menos se aproximado tanto se não a tivesse visto cantar em um bar numa noite. Então acontece um acidente de carro. E estranhamente as pessoas próximas a eles estão tentando mantê-los afastados, e enquanto isso, eles vivem a vida naturalmente, acreditando que o acidente não trouxe nenhuma consequência para suas vidas. Mas a verdade é que estão completamente errados.

Olá pessoal do Blog dos Contos, tudo bem? Estive sumida semana passada, porém retornei para as minhas resenhas(haha). Espero que gostem da resenha de hoje

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Conselhos de Gates.



Bill Gates foi convidado por uma escola secundária para uma palestra. Chegou de helicóptero, tirou o papel do bolso onde havia escrito onze itens. Leu tudo em menos de 5 minutos, foi aplaudido por mais de 10 minutos sem parar, agradeceu e foi embora em seu helicóptero. O que estava escrito é muito interessante, leiam:

1. A vida não é fácil — acostume-se com isso.
2. O mundo não está preocupado com a sua auto-estima. O mundo espera que você faça alguma coisa útil por ele ANTES de sentir-se bem com você mesmo.

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Coluna: Entrevista (com Michael Andrews)

Boa noite queridos seguidores ! Aqui esta mais uma entrevista para vocês. Desta semana tive a oportunidade de entrevistar Michael Andrews, ele é um jovem escritor e acabou de lançar seu primeiro livro: Bem O Fim - As Crônicas dos Sete. Vamos conhecer este jovem autor !



BDC: Boa tarde Michael, obrigado por sua disponibilidade. Poderia se apresentar, por favor.

Michael Andrews: Me chamo Michael Andrews, 24 anos, fazia apenas poemas e fanfics e esse é o meu primeiro livro Bem O Fim - As Crônicas dos Sete.

BDC: Legal, tambem ja fiz alguns textos. Se lembra desde quando tem contato com a literatura ?

Michael Andrews: Faz muito tempo. Mas no começo eram alguns contos quando eu tinha meus 6 ou 7 anos lá nos anos 90, só quando eu tinha 11 anos, 2001, que li meu primeiro livro completo: foi Harry Potter e a Pedra Filosofal . Sou da primeira geração HP (risos).

sábado, 21 de fevereiro de 2015

Resenha: Os Sete

Olá pessoal!

Semana passada não pude postar nada, mas essa semana trouxe algo legal para vocês: a resenha do clássico livro de André Vianco, OS SETE.

A história se passa integralmente no Brasil, hábito deste ótimo escritor que conquistou os fãs de ficção, fantasia e terror, suas histórias sempre se passam em território nacional! Apesar de ter sido escrito há algum tempo (o livro data de 2000), muitos leitores tupiniquins desconhecem essa obra e tantas outras deste prestigiado autor, que publicou independentemente as primeiras cópias da obra.

Capa 1ª Edição
A história trata de um grupo de amigos que, mergulhando no litoral do Rio Grande do Sul, encontram uma antiga caravela portuguesa com vários artefatos históricos e uma misteriosa caixa de prata. Acidentalmente, uma pequena porção de sangue atinge a caixa que contém 7 cadáveres ressequidos, e quando o pessoal da Universidade de Porto Alegre decide abrir a caixa, um dos corpos retoma a vida e o caos começa numa perseguição implacável pelas regiões sul e sudeste do Brasil em busca dos que os despertaram. O exército é envolvido e inúmeros vampiros começam a tomar conta das cidades brasileiras, se espalhando como uma peste, sendo capturados e estudados e até bombardeados por armamento pesado. Ainda assim, apesar do caos causado por eles, alguns mantém seus sentimentos humanos, o que faz o leitor simpatizar com os vilões em várias partes.

Apesar dos bons protagonistas Tiago, Cesar, Olavo e Eliana, a produção é marcada pelo carisma dos sete cadáveres vampirescos que acordam em uma terra diferente da sua e alguns séculos adiante, sendo eles: Inverno (Guilherme), com a capacidade de invocar baixíssimas temperaturas e congelar objetos, Acordador (Manoel) e sua sombria capacidade de levantar os mortos, Lobo (Dom Afonso) que apesar de vampiro tem a habilidade de se transmutar em lobisomem, Tempestade (Dom Baptista)  o invocador de tempestades, Gentil (Miguel) e a capacidade de parar o tempo, Espelho (Dom Fernando) que transforma-se em qualquer pessoa, e o temido Sétimo, que serviu ao próprio tinhoso como escravo por 150 anos, temido inclusive pelos seis companheiros (e acreditem, eles têm motivos para ter medo).
Capa 2ª Edição

Durante toda a história, André Vianco proporciona ao leitor não apenas momentos de grande tensão e terror, como também momentos verdadeiramente hilários nessa jornada sangrenta através de solo brasileiro. Imaginem o que poderia resultar na visita de Acordador ao IML de uma cidade? Ou ainda uma viagem em um trem de carga para alguém com cinco séculos de idade? Do despertar em Porto Alegre, a aventura se desenrola até Osasco, passando por várias cidades do sul e sudeste do país, por onde os vampiros portugueses certamente deixaram sua marca registrada, encontrando inclusive um caçador de vampiros que nunca havia caçado um, descendente daquele que conseguiu capturar os sete na caixa de prata, o destemido Tobia. 

O livro foi muito bem sucedido e tem a continuação em SÉTIMO, publicado dois anos mais tarde, que continua com a matança e destruição em alto nível e a luta pela sobrevivência dos protagonistas. Para quem é fã de vampiros, suspense e terror, e sempre se perguntou como seria se vampiros 'rodassem' por essas bandas, a leitura é obrigatória, a diversão é garantida e a releitura será quase uma certeza!

Bem pessoal, fica a dica, espero que gostem do livro e até a próxima!!
Copyright © 2014 | Design e C�digo: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo