Pages

quarta-feira, 4 de março de 2015

Resenha: Coração Artificial


Livro: Coração Artificial.
Autor: Viviane L. Ribeiro.
Ano da publicação: 2014.
Páginas: 265.
Editora: Multifoco.

Sinopse: Gabriel é filho de um importante magnata da indústria de órgãos artificiais, e Alicia é apenas uma estudante inteligente o bastante para ter uma bolsa de estudo na mesma faculdade privada que Gabriel frequenta. O fato é que eles nunca teriam se conhecido se Gabriel não tivesse parado para ajudar Alicia com seus livros e muito menos se aproximado tanto se não a tivesse visto cantar em um bar numa noite. Então acontece um acidente de carro. E estranhamente as pessoas próximas a eles estão tentando mantê-los afastados, e enquanto isso, eles vivem a vida naturalmente, acreditando que o acidente não trouxe nenhuma consequência para suas vidas. Mas a verdade é que estão completamente errados.

Olá pessoal do Blog dos Contos, tudo bem? Estive sumida semana passada, porém retornei para as minhas resenhas(haha). Espero que gostem da resenha de hoje


Hoje eu vim falar sobre o livro Coração artificial, o qual eu conheci através da autora Viviane L. Ribeiro, eu gostei bastante dele, em pouco tempo eu não consegui mais parar de ler, passava madrugadas lendo e em uns três dias, terminei a leitura e fiquei sem ar. É um livro bem elaborado e de leitura fácil, que prende a atenção do leitor a cada virada de página.
O livro conta a história de Gabriel, um jovem de 19 anos rico e filho único de um bioengenheiro famoso presidente de uma empresa de órgão artificiais, que mora com seu pai e uma empregada porque sua mãe foi embora quando ainda era criança. Apesar de não demonstrar ainda não superou completamente a falta da mãe. Ele faz o estilo play boy que não liga pra nada, nem expressa o que sente, porém só é um garoto frustrado por ter que seguir as ordens do pai que já tem um futuro planejado.  E claro, ele descarrega sua frustração em rachas.

"Porque nunca foi meu objetivo de vida agir como as pessoas esperam que eu aja e dizer o que elas esperam que eu diga; na verdade, é isso o que eu faço: dou a elas razões para irem embora e só sobrarem as que realmente querem ficar. E eu digo a mim mesmo que vou tentar mudar, que vou pensar mais nas pessoas e ser mais receptivo, mas sei que são apenas palavras vazias que uma vez ou outra sempre voltava com a premissa de promessas”.

Página. 62

Estava tudo indo como planejado, até Gabriel conhecer uma garota que iria virar tudo de cabeça para baixo, fazê-lo rever seus conceitos e questionar-se sobre suas atitudes. Alícia uma garota pobre e desastrada de 18, frequenta a faculdade de Villanova, a mesma de Gabriel. Sua aparência não chama muita atenção, porém é uma garota forte e inteligente, superprotegida pelos pais e corre atrás das oportunidades que recebe, e vê algo em Gabriel que ele mesmo não acreditava mais. Ele não entende como aquela garota mexe tanto com ele, com a sua cabeça.
Os personagens principais tem tamanha profundidade que nos faz refletir sobre nossas escolhas. Eu sinto dificuldade de descrever as emoções que o livro transmite, o qual a autora discorre com tamanha delicadeza e maestria. Ele tem tudo pra ser um sucesso. Senti apenas, porque tinha algumas palavras repetidas e alguns erros de grafia, mas nada acaba a grandeza do livro.

"Sinto-me traído. Era isso que me deixava zangado, mesmo sabendo que as coisas são assim mesmo, que nada é o que parece, assim como parece que estamos contemplando estrelas quando na verdade são satélites.”

Página 201

O enredo contado na visão de Gabriel nos coloca com os olhos dele, e suas sensações e frustrações. Suas descobertas e seu amadurecimento, em alguns momentos ele passa por reflexões que transparece como ele compreende mais do que aparenta. Apesar de seu pai ser dono da empresa que fabrica corações artificiais, ele reflete sobre o produto vendido.

"A verdade é que não importa o quanto o homem evolua e as coisas grandiosas que eles consigam criar, jamais conseguirão fazer algo com tanta perfeição quanto Deus;"

Página. 229

Alícia inspirou Gabriel a correr atrás de seus sonhos, mostrando como agarrar as oportunidades que se tem e viver com intensidade. O típico garoto problema se apaixonou, e a autora nos mostra como o amor transforma as pessoas, como um coração artificial pode amar com a mesma intensidade de um coração natural.
Quando eu recebi o livro e li o título pela primeira vez, pensei em coração artificial de forma subjetiva, (eu não havia lido a sinopse haha) mas com o desenrolar da história descobri que literalmente era um coração artificial, não apenas um, mas uma grande empresa que fabrica apenas isso. Achei bem interessante, como também as aulas de física decorriam em um estudo sobre esses corações na faculdade de Villanova. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2014 | Design e C�digo: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo