Pages

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Coluna: Entrevistas (com Tais Cortez)



Boa tarde queridos amigos e seguidores do Blog dos Contos.

Hoje, estarei entrevistando Tais Cortez. Ela é escritora nacional que tive o grande prazer de conhecer.

Tais CortezBDC: Boa tarde Tais. Agradeços desde já a sua disponibilidade para nossa entrevista. Para que nam a conheçe, pode se apresentar por favor.

Tais: Meu nome é Tais Cortez Ferreira, tenho 26 anos, moro em Campinas (Na verdade estou me mudando para Barueri em breve, pois vou me casar rs), sou formada em Relações Internacionais com bidiplomação em Economia e trabalho como gerente de conta na Cisco.

BDC: Ah sim, parabéns e muitas felicidades. Diga-nos quando foi seu primeiro contato com a literatura ?


Tais: Meu contato com a literatura começou desde muito cedo. Eu tinha livros infantis e lembro até hoje de "Frida e a Hora do jantar". Meu pai também comprava muitos gibis da Turma da Mônica, que eu amava.

BDC: Acredito que muitos devem ter curtido a A Turma da Monica (inclusive eu) Tinha algum personagem preferido ?

Tais: A Mônica mesmo.

BDC: Suponho que chegou a acompanha as historias do irmãos Grimm também. Havia alguma deles admirava mais ?

Tais: Não me lembro de ler as histórias dos irmãos Grimm, mas quando era muito criança (tipo uns 4, 5 anos), minha mãe costumava contar algumas. Não lembro qual eu mais gostava.

BDC: Quando começou a escrever ?

Tais: Quando eu tinha uns seis, sete anos, até os nove, costumava escrever poesias. Minha primeira história começou a ser escrita quando eu estava na quarta série, mas nunca cheguei a terminá-la. Até hoje tenho os papéis rs...

BDC: Realmente um talento muito jovem. Chegou a ter alguem como inspiração ?

Tais: Acredito que fui inspirada por muitos livros que li e gostei. Quando tinha uns dez, onze anos, eu me apaixonei por A marca de uma lágrima. Também fui conquistada por Harry Potter, Crespúsculo, entre outros. A inspiração vem também de filmes.

BDC: Tambem adoro Harry Potter. Stephanie Meyer e K J Rowling são otimas escritoras e dignas da admiração que tem. O que voce mais admira no trabalho delas ?

Tais: O que eu mais admiro no trabalho delas é a criatividade e o poder de conquistar a admiração e o amor de uma legião de leitores. É engraçado que cada uma vez isso de uma maneira diferente. A J K Rowling não foca tanto no romance, pelo contrário, enquanto a Stephanie Meyer criou uma obra centrada na dinâmica do casal.

BDC: Cada obra teve um publico distinto: HP alem de pré-adolescente a jovens adultos e Crepusculo teve fãs tambem na fase pré-adolescente. Como voce vê a literatura atual ?

Tais: Vejo a literatura atual de maneira diferente depois que publiquei meus livros e comecei a frequentar grupos literários e ter parceria com blogueiros. Antes eu não tinha ideia de quantos autores e obras nacionais existem. E a maioria ainda enfrenta os desafios de viver em um país que privilegia autores e obras estrangeiras, começando pelas próprias editoras. Tenho percebido que os próprios autores estão tomando consciência que os livros nacionais são tão bons quanto os de fora, e isso é ótimo e faz parte da transformação que precisamos promover.

BDC: Isso é realmente importante. Nem todos os nossos autores tem o mesmo destaque local como os autores estrangeiros. Alguns, como John Green, que escreveu A Culpa É Das Estrelas e acabou indo parar nas telonas ou ate mesmo Percy Jackson e o Ladrão de Raios. Vamos falar um pouco da suas obras. Qual foi seu primeiro livro ?

Tais: Meu primeiro livro foi Golfinhos e Tubarões - o outro mundo. Ao contrário do que o título sugere, não tem nada a ver com seres do mar. Trata-se de uma metáfora. A história é do gênero fantasia, com direito a romance, mistério e ação!

Ele foi publicado em agosto de 2013 pela editora Chiado e pode ser encontrado na Cultura, Saraiva e na livraria Martina Fontes. O preço correto dele está apenas na Martins fontes. Quem mora fora de São Paulo pode encomendar pelo site deles.

BDC: Isso é otimo. Uma indicação legal para a primeira entrevista. Vejo aqui no seu face que estará fazendo uma tarde de autografos. O ultimo Homem do Mundo, é seu ultimo livro ?

Tais: Na verdade já ocorreu essa tarde em novembro, é que eu preciso atualizar a capa de fundo mesmo.

O último homem do mundo é meu segundo livro, do gênero comédia romântica juvenil. Tem uma proposta bem diferente de GET. Foi lançado na Bienal do Livro de Minas do ano passado, em novembro, pela LER editora. Mas antes ele estava como ebook na Amazon.

BDC: Legal. Alem destes, ha mais obras publicadas ? Onde posso procura-los ?

Tais: Estou terminando o último capítulo do meu terceiro livro, que também é bem diferente dos outros dois. Esse é um romance com drama cristão. De todos os meus livros, esse é o que tem meu mocinho preferido. E o romance é muito lindo e envolvente, além de ele passar mensagens e valores que eu acredito. Estou prestes a envia-lo para a biblioteca nacional, para conseguir os direitos autorais, e então passarei a enviar para algumas editoras.

Depois que terminá-lo, trabalharei na continuação de Golfinhos e Tubarões, que promete tantas emoções quanto o primeiro!

BDC: Legal, isso é otimo! Quando terminar e lançar, avise-nos para divulgarmosPra finalizar, deixe uma frase.

Tais: Obrigada a todos que se interessaram em me conhecer mais um pouquinho e leram essa entrevista, e principalmente ao Douglas pelo carinho!


Ai mais uma matéria que adorei fazer com a escritora Tais Cortez. 
Que todos tenham gostado também e que possam conhecer mais o trabalho desta querida escritora com quem tive o prazer de conversar. Boa tarde a todos e ate a semana que vem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2014 | Design e C�digo: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo