Pages

sábado, 7 de fevereiro de 2015

Cores do meu mundo

Deitado neste limiar, tão próximo do nada e distante de tudo
Com a consciência clara, nada a que me segurar
Os dados são jogados e observo as cores do meu mundo

A cada nascer do sol e cada noite
Silencio um grito precioso
Silencio o choro contido e pinto o mundo de cinza
Acho que perdi o jogo hoje...
E a cada pulso do meu coração
Uma parte da alegoria da vida tenta me encontrar nas cores que escondi

E no silêncio, eu jogo os dados novamente
Será que devo ficar?
Será um jogo que não consigo ganhar?...
Minha existência sopra sem fim
Sem cores para rir
Sem sorrisos para colorir

E as cores que escolhi desenharam uma vida
Um anjo me observando da porta, um demônio gritando às minhas costas
Enquanto termino a tela da minha alma

E talvez tudo termina aqui
E eu sei que tudo segue logo ali
E não sei o que colori
E não sei minha cor ao me despir

E os dados são jogados novamente
Não há luz e não há sombra, não há dia e não há noite
Apenas as sombras de um sonho que vivi
O cinza se desfaz em preto e branco e meu mundo sorri.

E então jogo os dados em silêncio...


Há momentos em que perdemos o rumo, não sabemos quais "cores" usamos para colorir o nosso mundo e no fim nos questionamos se valeu a pena as decisões que tomamos, nos questionamos no que nos tornamos. O arrependimento pode ser seu maior carrasco ou sua maior motivação para parar ou seguir em frente, e neste último caso, ele se torna uma lição. E vocês, quais as cores que têm usado para colorir seu mundo?

Abraço e até a próxima!!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2014 | Design e C�digo: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo