Pages

sábado, 21 de fevereiro de 2015

Resenha: Os Sete

Olá pessoal!

Semana passada não pude postar nada, mas essa semana trouxe algo legal para vocês: a resenha do clássico livro de André Vianco, OS SETE.

A história se passa integralmente no Brasil, hábito deste ótimo escritor que conquistou os fãs de ficção, fantasia e terror, suas histórias sempre se passam em território nacional! Apesar de ter sido escrito há algum tempo (o livro data de 2000), muitos leitores tupiniquins desconhecem essa obra e tantas outras deste prestigiado autor, que publicou independentemente as primeiras cópias da obra.

Capa 1ª Edição
A história trata de um grupo de amigos que, mergulhando no litoral do Rio Grande do Sul, encontram uma antiga caravela portuguesa com vários artefatos históricos e uma misteriosa caixa de prata. Acidentalmente, uma pequena porção de sangue atinge a caixa que contém 7 cadáveres ressequidos, e quando o pessoal da Universidade de Porto Alegre decide abrir a caixa, um dos corpos retoma a vida e o caos começa numa perseguição implacável pelas regiões sul e sudeste do Brasil em busca dos que os despertaram. O exército é envolvido e inúmeros vampiros começam a tomar conta das cidades brasileiras, se espalhando como uma peste, sendo capturados e estudados e até bombardeados por armamento pesado. Ainda assim, apesar do caos causado por eles, alguns mantém seus sentimentos humanos, o que faz o leitor simpatizar com os vilões em várias partes.

Apesar dos bons protagonistas Tiago, Cesar, Olavo e Eliana, a produção é marcada pelo carisma dos sete cadáveres vampirescos que acordam em uma terra diferente da sua e alguns séculos adiante, sendo eles: Inverno (Guilherme), com a capacidade de invocar baixíssimas temperaturas e congelar objetos, Acordador (Manoel) e sua sombria capacidade de levantar os mortos, Lobo (Dom Afonso) que apesar de vampiro tem a habilidade de se transmutar em lobisomem, Tempestade (Dom Baptista)  o invocador de tempestades, Gentil (Miguel) e a capacidade de parar o tempo, Espelho (Dom Fernando) que transforma-se em qualquer pessoa, e o temido Sétimo, que serviu ao próprio tinhoso como escravo por 150 anos, temido inclusive pelos seis companheiros (e acreditem, eles têm motivos para ter medo).
Capa 2ª Edição

Durante toda a história, André Vianco proporciona ao leitor não apenas momentos de grande tensão e terror, como também momentos verdadeiramente hilários nessa jornada sangrenta através de solo brasileiro. Imaginem o que poderia resultar na visita de Acordador ao IML de uma cidade? Ou ainda uma viagem em um trem de carga para alguém com cinco séculos de idade? Do despertar em Porto Alegre, a aventura se desenrola até Osasco, passando por várias cidades do sul e sudeste do país, por onde os vampiros portugueses certamente deixaram sua marca registrada, encontrando inclusive um caçador de vampiros que nunca havia caçado um, descendente daquele que conseguiu capturar os sete na caixa de prata, o destemido Tobia. 

O livro foi muito bem sucedido e tem a continuação em SÉTIMO, publicado dois anos mais tarde, que continua com a matança e destruição em alto nível e a luta pela sobrevivência dos protagonistas. Para quem é fã de vampiros, suspense e terror, e sempre se perguntou como seria se vampiros 'rodassem' por essas bandas, a leitura é obrigatória, a diversão é garantida e a releitura será quase uma certeza!

Bem pessoal, fica a dica, espero que gostem do livro e até a próxima!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2014 | Design e C�digo: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo