Pages

domingo, 14 de setembro de 2014

Imitação

De Álvares de Azevedo 


O tempo alegre corria

Da infância nos anos meus;

O céu azul me sorria;

Que esperança, oh meu Deus!

Via uma verde campina,

Nele uma flor peregrina;

Tinha uma crença querida,

Sonhava glórias brilhantes,

No porvir da minha vida.



Dias de gozo e ventura,

Manhãs de purpúrea cor,

Tardes de elísia doçura,

Noites de ameno frescor;

O sol doirado fulgindo;

A lua argêntea luzindo;

Tudo, tudo prometia

Alegrias amorosas;

Canções do céu tão mimosas!

Tudo, tudo repetia.



Haver pensara no mundo

Uma sincera afeição

Amor leal e profundo,

Santo amor do coração;

Sonhava fruir delícias,

Ternas e meigas carícias;

Mulheres belas gozar,

Mais belas que a do Profeta,

Puro amor como o de poeta

Rendido lhes consagrar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2014 | Design e C�digo: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo