Pages

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Missão De Guerra - Segunda Parte - (Continuação ll)

– Há muitos para derrotar? – era Depardieu.
– O fato é que estamos em uma guerra não declarada. – respondeu Eurico. – Quem vier pelo mar, será atacado ferozmente pelo outrora navio francês, enquanto parte dos outros monstros encontram-se em terra, espalhando a praga, dominando o território e angariando forças para investir contra o resto do mundo. – respirou pesadamente. – As fazendas e povoados próximos estão cientes da “guerra”, lutando contra a praga, recebendo a nossa ajuda.
– E o que vocês têm feito?
– Seguimos os difíceis rastros daqueles monstros que aqui se encontram, eliminando os corpos e tentando eliminar os focos da praga.
– Um dos navios já foi à pique.
– Sim. Quanto mais antigos forem, mais poderosos e alterados fisicamente, a começar pelo filho bastardo da rainha, seguindo pelos dois primeiros, auxiliares do “médico”, infectados e assim por diante. Quanto mais poderosos, e alterados fisicamente, mais resistentes eles ficam aos nosssos ataque. Creio que apenas a nuca e a cabeça sejam realmente vulneráveis. Às vezes as costas também ainda não estão completamente anestesiadas e isoladas.
– Nós – concluiu Depardieu. – não temos que enviar algum tipo de aviso para os países europeus.
– Já enviei pedido de ajuda...
– Como você fez isso?
– Tenho meios para manter-me seguro, meu caro. Desta forma, deixei avisado de que, se meu retorno não se ocasionasse dentro de 60 dias, irmãos de armas de minha confiança deveriam ser avisados.
– E quando você presumi que eles venham a estar nestas terras?
– Tarde demais...
– Ajuda desnecessária! – concluiu Avantã. – Vocês trouxeram este problema, mas já se mostraram incapazes de resolvê-los, Por fim, eu e meu povo resolveremos tudo.
– Ora, vamos, Avantã! – era Eurico.
– Não sei se vocês podem me ajudar.
– Você já disse isso antes.
– Os que restaram dos seus homens e os meus já estão pronto para partir novamente.
– Vamos esperar os outros.
– Espero que essa espera seja produtiva.
– Ela será, Avaantã.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2014 | Design e C�digo: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo